Hinário Cifrado: Hinário 4 CCB Cifrado para Violão

01/10/2019

Hinário 4 CCB Cifrado para Violão



Hinário 4 CCB Cifrado para Violão


Um Hinário que muito alegrou as nossa almas e com certeza, Deus também fez muitas obras com as letras desses hinos maravilhosos.
Aqui, vários hinos do Hinário 4 cifrados para ajudar os irmãos e irmãs a tocarem o violão, nas visitas ou onde Deus preparar.

Em março de 1965, após quatorze anos da última atualização, e ainda com os mesmos argumentos, houve outra reforma no hinário, mantendo o mesmo título "Hinos de Louvores e Súplicas a Deus", apenas com a referência de Livro nº 4.

Sua principal alteração foi a reformulação total da "clave de fá". Foram corrigidos também vários erros de português, de prosódia, de acentuação, de harmonia, foram tiradas várias passagens, contratempos e ornamentos que induziam os músicos a florear “livremente” tirando o sentido sacro dos hinos, ficando apenas nos hinos: 93, 125 e 420. 

Continha 400 hinos para cultos oficiais, 50 hinos para as Reuniões de Jovens e Menores e 7 coros, dentre os 400 hinos foram separados hinos para Santa Ceia, Batismo, Funeral e Encerramento. 

Dentre os demais, ainda existia uma classificação que melhor se encaixava no desenvolver dos cultos, mas não receberam o sinal “*” (exclusividade).

Apesar de ser datado de 1965, este hinário sofreu diversas atualizações com o decorrer do tempo, sendo as principais:

  • Por volta de 1975, o hino 376 (Vinde, benditos de Meu Pai) teve sua partitura (Gott erhalte Franz den Kaiser) substituída.
  • Por volta de 1976, foram inseridos nos hinários musicais os 12 pontos de doutrina da CCB.
  • Em 1980, recebeu a sinalização para arcadas.
  • Em 1985, recebeu a sinalização para respiração, sendo vírgulas maiores para respirações mais longas, e as vírgulas menores para respiração curta.
  • Em 1990, surgiram os primeiros hinários no formato encadernado, com espiral, até então, todos os hinários antigos, e versões anteriores eram em brochuras, o que foi extinto com o tempo.
  • Em 1992, surgiu o hinário exclusivo para organistas (capa cinza), com dedilhados, inversões e alterações próprias.
  • Em 2002, surgiram hinários em outras tonalidades: Mi bemol (capa vinha) e Si bemol (capa azul), até então, só existia a versão “Capa Preta” em Dó maior.

Além dessas atualizações, a língua portuguesa ainda sofreu outras reformas ortográficas, obrigando outras atualizações.

Alguns acidentes ocorrentes, principalmente os "bequadros", foram extintos, para evitar redundância musical.

Também surgiram hinários de diversos tamanhos: hinários musicais (gigante, médio, intermediário e pequeno) e de canto (gigante, médio e pequeno).

Foram adquiridos os direitos autorais dos hinos e o hinário foi registrado no Ministério da Educação e Cultura. Também foi inserida uma página para identificação do usuário.

Em 2002, surgiu o hinário de canto com capa branca e também o hinário exclusivo em Braille. Fonte Wikipedia

  
Hinário que muito alegrou as nossa almas
e com certeza, Deus também fez muitas
obras com as letras desses hinos maravilhosos
um hino em cada folha com as indicações das






Página Anterior                                                                                                              Página Seguinte


Nenhum comentário:

Postar um comentário